sexta-feira, novembro 04, 2005

Amor Proibido - V

Re-adaptação de um rascunho escrito em Janeiro/2003





Foi como seguir uma estrada onde não existe desvios, nem atalhos. Eu nunca escolhi que acontecesse, te descobri como uma criança que aprende os primeiros passos, instruído a seguir seus movimentos, desenhar seus traços com a fôrma de sua voz, arriscar os primeiros olhares sem entender ao certo o significado. Fui alfabetizado. Graduei-me para atrair sua atenção, e sua atenção me fez desviar os gestos e caminhos que não apontavam em sua direção - quando se está apaixonado, o que menos importa é o resto do mundo -. Minha amizade foi, de todas, a melhor criação ao seu lado, quase uma obra de arte adolescente, disfarce ideal a quem ousa ir adiante sem ser notado. Abasteci meu desejo, sem saber exatamente o que usar como combustível, te transformei em um segredo sem chave para esconder de todos o que sempre esteve estampado em meus olhos tímidos. Minha dor é o cofre que guarda nossa história. Tranquei os beijos, o nosso amor, as promessas, dias só nossos. Guardo o que não aconteceu. Aperfeiçoei-me de você para tentar te conquistar, nadei contra correntezas mesmo sem ter a capacidade de nadar, fui ao lugar mais distante de mim sem decorar o caminho de volta. O amor não usa mapa. Hoje, meu corpo não a procura mais como aventura, abrigo. Aguarda nosso próximo episódio como um recém-nascido que desconhece a vida. Adivinho nosso destino em canções. A insistência em te esquecer é a inutilidade de me provar que você venceu todo esse mau tempo, os monstros e demônios que eu enviei para te destruir. E agora, radiante, sobrevive dentro de mim.


Marcadores: , , , ,

40 Comentários:

Anonymous Rubens da Cunha disse...

"Adivinho nosso destino em canções", cara! que verdade absoluta, dita de forma tão casual. ando muito atras destes momentos no meu texto, aqui vc conseguiu inteiramente.
abraços
rubens

sexta-feira, 4 de novembro de 2005 22:57:00 BRST  
Blogger Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Belo texto!


Obrigado pela visita lá no BALAIO.

Abraços do CC.

sábado, 5 de novembro de 2005 00:58:00 BRST  
Blogger GNM disse...

E que fantástico rascunho!!!

Um excelente fim de semana...

sábado, 5 de novembro de 2005 02:01:00 BRST  
Blogger Gwen disse...

hum... delícia de texto!
Inda mais que me encontro num momento de sentir saudade de algo que ainda nao tive, de sensações que ainda nao senti, de gostos que ainda nao provei...

qto au seu comentário... Duvido!
Mas só vendo pra crer...

sábado, 5 de novembro de 2005 10:39:00 BRST  
Anonymous Liliane disse...

meu amigo, faça como eu, desista de tentar esquecer...
bjos

sábado, 5 de novembro de 2005 10:42:00 BRST  
Anonymous leila disse...

O amor ouve e é como prece, seu caminho desconserta, talvez mesmo porque não usa mapa. Mas deixa estas marcas todas, feitas de promessa e esperança.Beijo.

sábado, 5 de novembro de 2005 11:09:00 BRST  
Anonymous Anônimo disse...

Aqui é bom, também.

André Gonçalves - Cambalhotas

sábado, 5 de novembro de 2005 11:10:00 BRST  
Blogger Daniel Aladiah disse...

Caro Fernando
Diria que muitas histórias da nossa vida amorosa passam assim, nem todas são a loucura completa da entrega tangível, ficando-nos uma matriz que vai sendo preenchida de tempos a tempos...

sábado, 5 de novembro de 2005 16:06:00 BRST  
Blogger Claudio Eugenio Luz disse...

Caro, narrativa densa. Cheia de desconcertos.
.
hábraços

sábado, 5 de novembro de 2005 16:20:00 BRST  
Blogger Dani F. disse...

Bem..ficar dizendo que o texto é lindo..denso..bem escrito..emoção pura...alimenta tudo...além de alma..corpo...silêncio....
Apenas a reverência...teclada...agora.
Obrigada pela visita...
abraço,

sábado, 5 de novembro de 2005 17:21:00 BRST  
Anonymous Minina disse...

Senhor Fê!
Vc, hein? me achou até ond ñ devia! mas vc foi inteligente... admito! mas ñ pensei q alguém fosse fazer o q vc fez pra me achar, por isso deixei quieto lá... mas agora fechei d vera!!! kkkkkkkkkkkkkkkk
Bem, falando do post... peço um pouco d licença... axo q ñ é ninguém quem nos ensina amor. ele por sí já é aluno e professor... trazemos ele, exato, dentro d nós, inerente a nós... (pelo menos eu axo), bastando disposição a ele... pronto! ele entra em ação com suas perdas e ganhos... se é q podemos falar em perdas qdo se trata d amor... contrapondo o q eu disse... é melhor falar d construção qdo se fala d amor.

Meu beijo e fique bem!

domingo, 6 de novembro de 2005 00:03:00 BRST  
Blogger Mónica disse...

As coisas não se cruzam na nossa vida por acaso, nós muitas vezes não estamos é preparados para as vivermos convenientemente.

E depois fica o branco, a sensação de vazio, a sensação de perda. Perda de algo que poderíamos ter vivido e simplesmente passou sem que dessemos oportunidade a nós próprios de sermos felizes.

A vida não se faz de invenções, mas de experiências e momentos, que traduzimos e reflectimos sob a forma de sentimentos...

Um texto muito bonito

:)

domingo, 6 de novembro de 2005 09:13:00 BRST  
Anonymous menina Lua disse...

eita que coisa mais linda...
Ai ai, bonito por demais, menino Fernando, faz a gente suspirar!
Beijinho, querido e tenha uma linda semana!

domingo, 6 de novembro de 2005 19:13:00 BRST  
Anonymous claudia disse...

O que dizer.
Se ler em um texto é realmente maravilhoso...eu me li aí...poderia escrever exatamente assim.
beijo...

domingo, 6 de novembro de 2005 22:03:00 BRST  
Blogger Carla disse...

Realmente bonito...

segunda-feira, 7 de novembro de 2005 08:10:00 BRST  
Anonymous edu disse...

lindo o texto.
mesmo.


.
.
.

abraço,
edu

segunda-feira, 7 de novembro de 2005 13:56:00 BRST  
Blogger susana disse...

muito bom....adorei

segunda-feira, 7 de novembro de 2005 16:45:00 BRST  
Anonymous jb disse...

"o amor não usa mapa"

Bela construção.
Simples. Mas para mim, espetacular.

[jb]

terça-feira, 8 de novembro de 2005 00:36:00 BRST  
Blogger Dona Estultícia disse...

o amor não usa mapa, nem blila, nem manual de instrução. O amor usa gentes vivas, bem vivas...

terça-feira, 8 de novembro de 2005 11:25:00 BRST  
Anonymous Pri disse...

descobri seu blog pelo o da Letícia.
Deus...quase chorei com o texto Perfil II.
Estou adorando isso aqui.
Bom, deixe-me descobrir mais coisas.

bom

muito bom

terça-feira, 8 de novembro de 2005 13:50:00 BRST  
Anonymous Rafa disse...

Perfeito... da vontade de pegar o texto pra mim :)

terça-feira, 8 de novembro de 2005 18:30:00 BRST  
Blogger I disse...

"fui ao lugar mais distante de mim sem decorar o caminho de volta"..revejo-me ..um beijo!

quinta-feira, 17 de novembro de 2005 07:40:00 BRST  
Blogger Jaque disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

segunda-feira, 11 de maio de 2009 22:23:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

É linda a paixão adolescente. Adoro textos de amores adolescentes, são os melhores.

Isa

terça-feira, 6 de outubro de 2009 01:04:00 BRT  
Blogger Daniel disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

quinta-feira, 17 de junho de 2010 17:01:00 BRT  
Blogger Daniel disse...

Este poema "Amor Proibido V", é meu coração aberto... "descrito por extenso"...
Se eu pudesse, minha amada querida, te diria tudo isto te olhando em teus olhos verdes!
Mas não posso...
E dói muito não poder: conflitos entre o que é certo, e o que é verdadeiro...
Dá um nó no estômago ler este poema e lembrar do teu rosto, do teu sorriso...
Agora sei que antes de ti nunca amei verdadeiramente outra mulher.
TE AMO PARA SEMPRE, MINHA LINDA... AMADA MINHA!!

quinta-feira, 17 de junho de 2010 17:04:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

que lindo *-*

terça-feira, 10 de agosto de 2010 00:29:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

ler seu texto, foi experimentar mais um episódio do meu amor proidissimo.amo tanto que suspiro a luz do dia, vivo a imaginar o dia que poderei viver esse amor, mesmo sabendo q é impossivel, e tenho muita certeza disso, mas mesmo assim amo.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010 20:29:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

nossa kra aamei esse texto
muito bom msm

sábado, 28 de maio de 2011 22:25:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

incrível o que vc consegue exprimir com esse texto. Toca a alma. Ainda mais pra quem passa, ou já passou por essa situação, sendo o amador ou o amado(a).

grande beijo.
e meu desejo de que continue tocando almas.
Stephanie S.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011 15:12:00 BRT  
Blogger Jennifer Moraes disse...

Como é ruim Você aar Uma Pessoa Mais que Tudo No mundo , e nãoPoder estar do lado dela . Meus Pais Não deixa eu nem ao menos chegar perto Da Pessoa que amo ....

sábado, 17 de março de 2012 01:10:00 BRT  
Blogger Jennifer Moraes disse...

Como é ruim Você amaar Uma Pessoa Mais que Tudo No mundo , e não Poder estar do lado dela . Meus Pais Não deixa eu nem ao menos chegar perto Da Pessoa que amo ....

sábado, 17 de março de 2012 01:12:00 BRT  
Anonymous Lara Côrtes disse...

Você está de parabéns. cada ínfimo detalhe de seu texto.. ah é inexplicável '-'
ameei beijos
Lara Côrtes

sábado, 24 de março de 2012 21:55:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

sei como e n posso amar a pessoa que mais amo nesta vida,meus pais nao deixao nem eu olhar para essa pessoa que eu amo muito,karol te amooooooooo!!!!!!!!

domingo, 1 de abril de 2012 23:03:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

senhor sao lindos os seus poemas e achol uma adimiradora que tanbem gosta de escrever sua vida emforma de poema ou tradusir em poemas seus sonhos desvairados obrigado pela sua atencao bjos talia

sábado, 26 de maio de 2012 18:12:00 BRT  
Anonymous bre disse...

lindo *=------*

segunda-feira, 9 de julho de 2012 16:36:00 BRT  
Blogger jainara disse...

nossa que lindo, parece que foi escrito por um anjo!!!!!!!11

sexta-feira, 3 de agosto de 2012 22:25:00 BRT  
Blogger jainara disse...

nossa que lindo, parece que foi escrito por um anjo!!!!!!!11

sexta-feira, 3 de agosto de 2012 22:39:00 BRT  
Blogger crianças disse...

Parabens lendo esse texto viajei a um lugar que me faiz refletir sobre o amor da minha vida...Muito lindo bjsss amanda....

sábado, 4 de agosto de 2012 02:34:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Muito lindo fiquei com voltade ate de chora beijoka ass paty

domingo, 14 de outubro de 2012 15:02:00 BRT  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial