sexta-feira, setembro 30, 2005

Leila escreveu pra mim

O texto original - com imagem - está no site Focando


Fernando
"É fácil ser um paradoxo, ser outra pessoa, quando o cotidiano fecha o cerco e conduz a um beco sem saída. Desviar-se dos detalhes é mais complexo, desviar-se do mundo, olhar de cima, dono de asas...
Um dia inteiro e sua claridade para curar dores, pequenos gestos a preencher vazios. Ninguém se mostra, o padrão ordena olhos pesados e tempo escasso.
Algum presságio resta. Inexiste compreensão fácil. Neste sinal não há mesquinhez, nenhuma mácula no papel invisível. São poucos os avisos claros, e nem sempre há quem ouça o momento ou quem divida o conselho sagrado. Um desconforto e normas costumeiras já estabelecidas.
Lindo o dia e uma voz leve em meus devaneios, sinal de esperança que sorri, e é injusto não registrar certas passagens da vida.
Presença nova, o mesmo que uma janela solitária, entreaberta, antiga, esperando alguém abrir por completo e respirar o sol da manhã.
São tuas palavras mansas provando que há equilíbrio, insinuando um tempo melhor, compensação de males. É doce o olhar deste moço de palavras sutis, enverdecidas, interrompem um gesto mais rude, apaziguam o espaço, embaraçam a solidão, e melhor, emprestam sentido às faltas mórbidas."
Leila Lopes 27/09/2005

Marcadores: ,

11 Comentários:

Anonymous leila disse...

Menino da voz leve,
meus olhos cansados agradecem pelo pouso agradável aqui nos seus Rascunhos...
Suas palavras mostram tanto da vida e conduzem por um caminho antes apenas imaginado e revelam o que tantas vezes ignoramos na nossa cegueira diária.Obrigada pelo seu olhar atento e que lindo seja o nosso caminho partilhado.Beijo meu.

sábado, 1 de outubro de 2005 07:39:00 BRT  
Anonymous Adriana disse...

Lindo texto.

sábado, 1 de outubro de 2005 10:43:00 BRT  
Anonymous Diana-Dru disse...

Leiluka é assim: uma lente de olho vivo, virgem. não se ocntamina. não se distorce. não contempla vazio porque não existe para quem olha assim. belo é ter mesmo onde pousar o olhar. como aqui. deixo meu beijo aos dois. DD

sábado, 1 de outubro de 2005 10:55:00 BRT  
Blogger você disse...

que bunito!

sábado, 1 de outubro de 2005 13:53:00 BRT  
Anonymous Menina Lua disse...

concordo com ela em tudo...
aliás, escreve lindo a menina Leila!

sábado, 1 de outubro de 2005 15:05:00 BRT  
Blogger Cláudio B. Carlos (CC) disse...

E daí cara!

Passei aqui pra te dar um oi.


CC.

domingo, 2 de outubro de 2005 20:11:00 BRT  
Blogger GNM disse...

Lindo!

Boa semana!
Continua a sorrir...

domingo, 2 de outubro de 2005 21:03:00 BRT  
Blogger Fernando disse...

Obrigado pela visita!
Isso aqui é quase relatos; veridicos; gosto disso...

abraços! volto depois.

domingo, 2 de outubro de 2005 22:47:00 BRT  
Blogger Claudia Perotti disse...

Fiquei inebriada com as palavras da Leila. Lindas e tocantes!

Boa semana!

Beijos

segunda-feira, 3 de outubro de 2005 11:18:00 BRT  
Blogger Cristiano Contreiras disse...

Constantemente me deparei/deparo em situação semelhante; embalo meu:

o doce ser paradoxo, o sentir de vivenciar um 'eu' modificado, mera ilusão do adaptar-se a uma situação vigente...

Constantemente vejo esses olhos vagos e pesados: é o sono que me embala ou uma conformidade que não se apaga; não muda?!

Há poucas janelas que se entreabriram pra minha pessoa, poucas mais intensas de luz e calor amigável: presenças novas em tempos de medos pessoais e solidões dilacerantes...

Percebo em você o acalento - bem-vindo da doce esperança - que concebe luz ao dia já cinza dela; e isso é sublime!

terça-feira, 4 de outubro de 2005 23:15:00 BRT  
Blogger Princess disse...

Um paradoxo.Um eterno e constante paradoxo.è o que nós somos.Tú,eu,nós todos.Nesse ato continuo de mutação,nessa tentativa perene de nos tornarmso pessoas melhores.beijo!

quinta-feira, 6 de outubro de 2005 00:27:00 BRT  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial