sábado, julho 23, 2005

Amor Proibido - III

Eu queria escrever uma saudade alegre. Saudade de quando você ainda era uma ilusão boa. Escrever do seu sorriso que me matava. Eu queria escrever da fidelidade dos meus olhos a sombra dos seus movimentos. Queria poder escrever um livro inteiro com seus movimentos. Escrever uma saudade. Mas tocar nestes assuntos é beirar um precipício alto. Retornar na sua lembrança é como cair de cabeça. Então eu fico escondendo seus textos como quando evito a sua foto gravada no meu celular pela manhã para não ter que lembrar o dia inteiro que eu te esqueci. Perdoe-me por não ter lhe dito antes o que não tinha necessidade nenhuma de te dizer. Mas eu achava que algum momento da nossa historia iria nos unir . Eu devo ter começado a te amar assistindo a algum destes filmes de romance que agente vê na tv, antes mesmo de te conhecer. Depois que aconteceu passei o resto do tempo descobrindo os motivos. Um dia você acabou ficando real demais para mim. Então eu fico inventando essas lembranças adolescentes desenhadas nas linhas destes textos para que o cinema não se apague, a mocinha não perca seu encanto e eu não esqueça das cenas que eu mais gostei. Com o tempo eu acabei aprendendo que você não é o meu personagem-perfeito, mas foi o que existiu de mais próximo. Depois que eu perdi a sua ilusão eu acho que passei a gostar um pouco menos de cinema. E tenho desapego por romances. E um verdadeiro desprezo por contos de fadas. Eu podia ficar aqui escrevendo destas histórias que passaram terra-do-nunca que existiu dentro de mim todos aqueles anos. Eu podia escrever das cenas encantadas com trilha sonora do meu cd predileto que eu te dei de presente. Mas eu tenho uma vida real e às vezes temo que pensem que eu ainda acredito em romance de filme besta. Quando eu falo de você eu falo mesmo do meu lado mais besta .O meu lado impróprio a gostar de você de forma simples como em vida real. Falar de você é voltar a acreditar naquelas coisas que eu passo o tempo inteiro fingindo que não acredito mais. Falar de você é expor aqueles segredos que a gente guarda só para gente a vida inteira. É me dar chance de voltar lembrar das situações felizes que eu ainda não criei para nós dois. Falar de você é mais do que um despertar de lembranças irreais. É correr um risco assustador de ser bem entendido. Falar de você é vencer o meu medo de escrever.

Fernando Palma, Julho de 2005

Marcadores: , , , ,

8 Comentários:

Anonymous Moacir Caetano disse...

então fale...
deixe as palavras fluírem!
sorte nossa!

sábado, 23 de julho de 2005 10:59:00 BRT  
Anonymous Princess disse...

Nossa!Incrível como os nossos posts se combinam e se complementam...É mesmo o amor algo muito complexo ein?E o coração, este músculo involuntário,motivo dos melhores e piores momentos de nossas vidas...Abração moço!Bom fim de semana!;)

sábado, 23 de julho de 2005 19:39:00 BRT  
Anonymous Adriana disse...

O importante mesmo é que o medo seja vencido...
Muito lindo!
beijos

domingo, 24 de julho de 2005 14:15:00 BRT  
Anonymous Arilson disse...

Cara, o quê que é isso? Um texto de excelente qualidade onde se encontra a sensibilidade, o amor e a arte. O importante é que mesmo tendo medo devemos falar e viver. Parabéns por vencer seus medos e sobretudo compartilhar suas vitórias conosco.

segunda-feira, 25 de julho de 2005 14:34:00 BRT  
Anonymous Line disse...

Engraçado que, não fosse esse blog, eu jamais suspeitaria desta sensibilidade que vc carrega aí dentro. Rodrigo tem muita sorte de tê-lo como melhor amigo! Grande bjo!

segunda-feira, 25 de julho de 2005 16:48:00 BRT  
Anonymous Marcos disse...

show, essa é a palavra que descreve bem esse texto. O meu conselho é sempre o mesmo, procure essa mulher e diga tudo o que sente.

boa sorte !

terça-feira, 26 de julho de 2005 08:35:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

fui eu mesma que criei


Tu es a pessoa que eu amei,
a uem eu me declarei,
todo o universo sabe que eu te libertei,
e que eu te adorei.


espero ke gostem
kem kixer maix ke escreva um comemtario e ke diga


eu kero mais loca de atar

quinta-feira, 21 de maio de 2009 16:09:00 BRT  
Blogger Encontro das Águias disse...

Nossa!! estou a me deliciar com seus textos,vc consegue dar voz ao coração.Por favor escreva mais!vou ficar a visitar seu blogger sempre,é muito inspirador!

quinta-feira, 4 de março de 2010 08:09:00 BRT  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial