quinta-feira, outubro 15, 2009

Pedaços de Histórias - II

Nuvens
Provou um pequeno pedaço, mas foi o suficiente. O açúcar ficou grudado no céu da boca, enlabuzado. Com quatro anos, mal aprendera a falar, mas se pudesse escrever, produziria poemas para refletir tal sensação.
A mãe só deixava doce nos fins de semana, mas nos outros dias, as nuvens que passavam no fundo da casa nuca mais seriam as mesmas. Pois ele sempre as olharia sorrindo de vontade, imaginando, como seria, comer um algodão-doce daquele tamanho. 





Paixão
Era uma sensação nova, estranha. Sonhava de dia, se acordava a noite. A felicidade exagerada. Sentimento bom. Amor sem planejar, simplesmente aconteceu. De surpresa. Não esperava apaixonar-se tão facilmente por ela mesma. 







Infância
Observava o pai, sentado com o jornal na mão. Observava-o sem intenção, apenas para usar o momento em algo. Feliz ou desiludido, tentando adivinhar o que lia. Ou  talvez apenas estivesse esperando que o pai cansasse de ser um adulto e voltasse a ser criança. Para ele ter com quem brincar.







Marcadores: ,

2 Comentários:

Anonymous Mari disse...

Fernando, lindo como sempre! Eu adoro este blog e nem acredito que voltou a postar. Adorei as novidades, espero que não pare mais!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009 08:06:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Os da Nuvem é o melhor, eu até roubei ele pra mim rsrss

Jess&ca

quinta-feira, 15 de outubro de 2009 08:08:00 BRT  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial