sábado, fevereiro 26, 2011

Amores e Sonhos em Liquidação



I

Não tenho talento para negociar. Não aprendo nunca. Prometo-me ser firme, cobrar mais da próxima vez, exigir algo justo, que valha a pena. Mas chegando o momento, acabo sendo flexível, como sempre. Já desisti de tentar me valorizar. O meu amor é amostra grátis.

***


II
“É que meus sonhos têm juros muito altos, sabe?”

“Sei como é. O sonho não para nuca de crescer, crescer...”


“Não é bem isso. É que toda vez que finalmente posso pagar o preço, já ficou mais caro.”

***


III
Desconfio desses amores baratos que estão à venda por ai nas esquinas, nos bares, no trabalho, não perco meu tempo nisso. Juram que é verdadeiro, mas estragam nos primeiros meses de uso, às vezes nem chegam a funcionar. Por isso que eu estou economizando, juntando, paciente, guardando para investir. Ai você vai ver. Eu vou ter um do bom pra mim. Do melhor.

***



IV
Vendo um sonho não realizado com dez anos de uso. Acompanha três moedas especiais para lago do desejo, sete fitinhas do senhor do Bonfim e um trevo de quatro folhas. Aceito troca em qualquer realidade concreta em bom estado.

***



V
“Tem mais daquele sentimento bom de ontem ai?”

“Esqueça, já esgotou”.








//texto publicado em Julho de 2007






Obs: a reprodução dos textos é permitida contanto que haja devidas referências.Todas as produções são registradas. 





Marcadores: , , , ,

42 Comentários:

Blogger cm disse...

pago com juros e sem mora as palavras que desvendas...e um abraço

terça-feira, 19 de junho de 2007 07:14:00 BRT  
Blogger Anderson H. disse...

bem trabalhado. gostei.

terça-feira, 19 de junho de 2007 10:47:00 BRT  
Blogger Maresia e Luar disse...

Humor, amor e sonho... muito bem conjugado e escrito.
Parabéns!
Beijinhos.

terça-feira, 19 de junho de 2007 11:39:00 BRT  
Blogger Milla Loureiro disse...

nossa...muito bom...

mas acho que tem sentimento que não se esgota nunca!!!

a naum ser quando ja estamos cansados...

vou te linkar...voltarei sempre

=)

terça-feira, 19 de junho de 2007 13:20:00 BRT  
Blogger Diva disse...

Tou impressionada... e olha que sou dificil de agradar... Parabens pelas palavras. Sentimento puro.
Bjs meus

terça-feira, 19 de junho de 2007 14:40:00 BRT  
Blogger Luís Galego disse...

O meu amor é amostra grátis....

belas pinceladas em territórios do amor ou em falta dele...gostei da forma e do conteúdo...

terça-feira, 19 de junho de 2007 15:50:00 BRT  
Blogger willian disse...

acho que todo programador deveria escrever uns poemas de ves em quando....
não por que queira absterse por um breve,da maquinidade da sua função;
mas por que nós gostamos de linguagens e abstrações e geralmente podemos olhar o mundo pessoal da mesma forma...
como eu sempre digo...
o coração de um programador não tem tantos printf´s fgets e puts quanto #define´s #include´s.

terça-feira, 19 de junho de 2007 17:15:00 BRT  
Blogger Fernando Palma disse...

Willian,

"o coração de um programador não tem tantos printf´s fgets e puts quanto #define´s #include´s."

Brilhante!

É uma pena que eu não consiga acessar o teu perfil...

Agradeço imenso aos outros comentários também .

[]´s!

terça-feira, 19 de junho de 2007 17:40:00 BRT  
Blogger arteimitavida disse...

Vou te contar... Eu tbm desconfio desses amores baratos!!!

muito bom esse texto!

terça-feira, 19 de junho de 2007 20:01:00 BRT  
Blogger GarçaReal disse...

Amor a valer é sempre muito caro...O dificil é encontrá-lo...e depois saber aproveitá-lo e vivê-lo.

bj

terça-feira, 19 de junho de 2007 20:49:00 BRT  
Blogger Marcelo Cantalice Dias disse...

Pode haver liquidação, oferta e preço baixo, mas ruim mesmo é quando o amor inflaciona as artérias do coração...
sempre me inspirnado nos "MEUS" Rascunhos!
Obrigado hoje e sempre!
Ah,
Texto novo velho: http://desejosevirtudes.blogspot.com/2007/06/o-sonho.html

terça-feira, 19 de junho de 2007 23:43:00 BRT  
Blogger João Batista disse...

Nossa, quando perdi ao estar fora! Mas já li tudo e assisti ao video também, enfim, tudo ficou ótimo!
Estou passando por momentos muito dificeis da minha vida e ler seus texto me fazem bem, pois por um tempo, me remetem a um outro mundo, com outro tipo de pessoas e outros pensamentos.
De fato, nossos textos de vez em quando parecem uns com os outro e, talvez, seja mesmo por isso que este sempre é o primeiro blog que eu entro.

E sobre este ultimo texto, achei por demas interesssante o concreto misturado com abstrato, mas a junção de matemática com sentimentos foi muito feliz!

Abraço, companheiro!

quarta-feira, 20 de junho de 2007 09:09:00 BRT  
Blogger Claudia Perotti disse...

Fê,

Fico impressionada com tua forma de escrever que parece flechas certeiras em nosso coração.

Saio daqui sempre em reflexão. E fico muito tempo com suas letrinhas na minha cabeça!!!!

Perfeito esse post!

Beijinhossss

quarta-feira, 20 de junho de 2007 09:23:00 BRT  
Blogger Iaiá disse...

Adorei seu espaço... vou linka-la! bjs!

quarta-feira, 20 de junho de 2007 11:25:00 BRT  
Blogger moacircaetano, todo prosa! disse...

Amor-amostra-grátis...
amei o conceito!

quarta-feira, 20 de junho de 2007 13:39:00 BRT  
Blogger Maria Clarinda disse...

Como gostei do teu texto!
Ficou batendo cá dentro.
Jinhos

quarta-feira, 20 de junho de 2007 17:00:00 BRT  
Blogger GarçaReal disse...

Boa noite passei para reler.

bj

quarta-feira, 20 de junho de 2007 19:38:00 BRT  
Blogger Antônio Alves disse...

O amor é isso daí, aglutinou-se aos impulsos da sociedade. As várias facetas do teu texto remetem ao tradicionalismo negociável das relações, isso é concreto, triste e real. Ah, quem dera pudesse comprar um bom amor verdadeiro, mas tá esgotado, não é? Há braços!


Antônio Alves
No Passeio Público
Postagens às quartas e domingos

quinta-feira, 21 de junho de 2007 08:10:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Fernando,

Tem mais daquele sentimento bom de ontem ai?”

“Esqueça, já esgotou”.
O bom é que sua fonte é inesgotável,querido.
beijos da Lady Vania.

quinta-feira, 21 de junho de 2007 10:25:00 BRT  
Anonymous Gabi disse...

Você é mesmo genial!!

Beijos da Gabi.

quinta-feira, 21 de junho de 2007 11:22:00 BRT  
Blogger Sheyla disse...

Achei legal teu blog. Nem sei onde foi que vi o link.

Clareza: dom raro.

Abraço

quinta-feira, 21 de junho de 2007 23:06:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Fernando,

os amores e sonhos tem um valor grande. E le-los decifrados tão bem em seu texto não tem preço!!

Parabéns e continue sempre.

De um Leitor fiel,
Valdemir Santoro.

sexta-feira, 22 de junho de 2007 11:42:00 BRT  
Blogger Ana disse...

De cada vez que venho, me surpreendo com as palavras e com o que elas traduzem

Quem diz "O meu amor é amostra grátis"... não terá nunca talento para negociar. E ainda bem.
Um beijo.

sexta-feira, 22 de junho de 2007 22:38:00 BRT  
Blogger teresamaremar disse...

Boa noite Fernando

Deixei umas palavras para si no NasTintas

sexta-feira, 22 de junho de 2007 23:16:00 BRT  
Anonymous fabio jardim disse...

uma visão mercadológica!
a gente acha o amor tão sublime, entretanto pode-se resumir a uma metáfora dessa natureza.

ainda mais sublime! muito bom!

sábado, 23 de junho de 2007 03:14:00 BRT  
Blogger GarçaReal disse...

Olá e bom fim de semana.

bj

sábado, 23 de junho de 2007 13:40:00 BRT  
Blogger Mônica Góes disse...

Pois é, Fernando.. lendo seu texto descobri que o meu amor também é uma porcaria de amostra grátis! (risos) Fazer o que? Quem sabe surja alguém que mereça?

sábado, 23 de junho de 2007 23:49:00 BRT  
Blogger Mônica Góes disse...

Não resisti... gostei tanto e me identifiquei tanto com o texto que o copiei (com a devida e merecida autoria) no meu blog... espero que não se importe! ;)

domingo, 24 de junho de 2007 16:44:00 BRT  
Anonymous Rafaella disse...

A frase que mais me identifiquei foi essa: O meu amor é amostra grátis.

Mas não acho que me faça bem isso. Nem a mim nem a ti e nem a qualquer outro.

Fernando, como sempre encontro no seu blog tudo que gosto de ler.
Como sempre e sempre.

Beijos pra você e fica com Deus.

domingo, 24 de junho de 2007 21:10:00 BRT  
Anonymous garotabossanova disse...

Amor em fragmentos. Fragmentos de amor.Este teu texto me faz pensar em como temos uma tendência a problematizar este sentimento que deveria ser tão genuíno e simples."Esqueça,já esgotou", é o que muitos dizem, mas amor de verdade nunca esgota, pelo contrário, está sempre crescendo ou se mutacionando.Um beijo pra vc Nando!:*

domingo, 24 de junho de 2007 23:44:00 BRT  
Anonymous Rocky Shade Metal disse...

Nossa..
é incrível como existem pessoas que traduzem tão bem o que sentimos.
Sabe, essa coisa de sonhos encarecerem à medida do tempo é tão comum, tão normal e tão despercebida.
Parando para pensar, constato que acontece comigo todo o tempo.
Ótimo blog.

segunda-feira, 25 de junho de 2007 08:18:00 BRT  
Blogger GarçaReal disse...

Passei para ver se já tinhas mais amores em liquidação...

bj e boa semana

segunda-feira, 25 de junho de 2007 10:53:00 BRT  
Anonymous Edson Marques disse...

Fernando,


Só vim te ler.



E deixar meu aplauso!



Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.



Abraços, flores, estrelas..

segunda-feira, 25 de junho de 2007 14:49:00 BRT  
Blogger gelli disse...

Olá!! Encontrei vc numa comunidade do orkut( Fernando Pessoa) e resolvi visitar o seu blog.
Muito bom!!! Parabéns!!!
É uma pena que o amor hoje em dia esteja esgotado em muitos lugares...
Gostei tanto do blog que estou adicionando nos meus links de blogs favoritos,tá?
Um abraço!

terça-feira, 26 de junho de 2007 00:34:00 BRT  
Blogger gelli disse...

Olá!! Encontrei vc numa comunidade do orkut( Fernando Pessoa) e resolvi visitar o seu blog.
Muito bom!!! Parabéns!!!
É uma pena que o amor hoje em dia esteja esgotado em muitos lugares...
Gostei tanto do blog que estou adicionando nos meus links de blogs favoritos,tá?
Um abraço!

www.lendoavida.blogspot.com

terça-feira, 26 de junho de 2007 00:35:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Bem... ti oq vc escreveu na comunidade da Clarice Lispecto, fiquei curisosa, sei que curiosidade mata, mais preferi vir dar uma olhada melhor...

Você escreve realmente muito bem... sei que isso parece meiu comum rs... mais, vale a pena ler o que você escreve, isso é muito raro hoje em dia!

Bem... chamo atenção especial para a frase "O meu amor é amostra grátis." ... gistei muito disto...

Bem, não tenho mais o que falar...

Parabens pelo teu dom ^^!

**TaTi**
(olivetati@hotmail.com)

segunda-feira, 2 de julho de 2007 23:52:00 BRT  
Blogger Fernanda Passos disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

quarta-feira, 11 de julho de 2007 13:27:00 BRT  
Blogger Fernanda Passos disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

quarta-feira, 11 de julho de 2007 13:29:00 BRT  
Blogger Fernanda Passos disse...

Hahahahahaha.........fantástico!
Nesse mundo conduzido pelo mercado, pelo consumismo e pelas coisas efêmeras, o amor anda em liquidação. O amor tem preço, sofre com a inflação.
Você tem amor sem prazo de validade e sem está inflacionado aí?

Há! E que não seja amostra grátis, por favor!
;)

Amei Fernando, amei.

Ei! Deletei os outros comentários por ter errado na escrita. Não pode, né?

quarta-feira, 11 de julho de 2007 13:31:00 BRT  
Anonymous Carol disse...

Lindo!

sábado, 26 de fevereiro de 2011 02:29:00 BRT  
Anonymous Lorie disse...

Esse texto me tocou profundamente...são tantas frases ditas e traduções de sentimentos que não sei como expressar aqui. Nãoo sei eleger a melhor, maravilhoso...como faz bem se identificar com uma arte como a sua, obrigado por fazer isso com a gente que te lê e fica assim...encantados!

sábado, 26 de fevereiro de 2011 02:39:00 BRT  
Anonymous Pri disse...

Fernando!
Não sei se lembrará de mim. Estou BOBA de ter encontrado novamente seu blog. Eu o lia há muitos anos atrás, quando o endereço era outro. Hoje lembrei dos seus textos e fui buscar novamente na internet. Apenas lembrava que vc se chamava fernando e o blog "alguma-coisa-rascunho". Enfim, encontrei! Fiquei feliz de rever alguns textos, inclusive encontrei alguns comentários meus. Você exportou o antigo blog para esse, né...
bom, eu também fiz outro blog, mas ela está paradinho... estou na fase seca.
abraços,
Pri

terça-feira, 22 de março de 2011 18:41:00 BRT  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial